Don’t date a girl who travels

Oi extrangeiros! Que saudade de vocês, de vir aqui, de postar!

Ultimamente muitas coisas tem acontecido na minha vida. Algumas ótimas e outras péssimas. Algumas mudanças boas e outras nem tanto. São coisas da vida. Coisas que acontece com que viaja, com quem muda de ambientes e, enfim, sai da zona de conforto. O saldo, apesar dos pesares, é sempre positivo.

Mas bem, deixa eu contar brevemente o que me aconteceu e porque abandonei o blog temporariamente (contra a minha vontade). No dia 7 de janeiro, sobri um acidente de carro. Estou bem fisicamente, não aconteceu nada mais grave. No entanto, ambos os carros tiveram perda total e nos dias seguintes fiquei em função de começar o processo de documentação, enfim. O motorista assumiu a culpa e está sendo bastante responsável e consciente, fazendo tudo que é necessário (o seguro dele cobria terceiros também! Isso é importante demais). No entanto, por uns dias, eu fiquei meio zonza, com uns roxos na região do cinto, e com as marcas do próprio cinto no peito. Mas passou.

Nesse mesmo dia 7, um pouco antes do acidente, eu havia entregue as cópias finais impressas do meu trabalho de conclusão de curso na coordenação do meu curso.

Outra razão pela qual não tem havido posts é porque no dia 16 de janeiro eu tinha a defesa do meu TCC (meu trabalho de fim de curso), o que me estava levando a loucura. Fiquei 5 meses inteiros encima de pilhas e pilhas de livros e no fim precisava dar tudo certo. E deu! Passei com 9.8! 🙂

A última razão para que eu tenha sumido é que a minha viagem para Guadalajara, México, estava marcada para dia 25 de Janeiro! Ou seja, tudo, tudo mesmo ocorreu em menos de 20 dias! Nos últimos dias antes da viagem, eu estava uma pilha da nervos! Meu mau humor subiu a níveis que eu não imaginava serem possíveis, minha família aguentou situações e palavras que poderiam ter me deserdado! E ainda foram me levar no aeroporto para se despedir de mim. Família é algo valioso demais, amor incondicional.

Mas, vamos ao que interessa! Hoje estou em Guadalajara, México! Vou contar pra vocês tudo que vem acontecendo ao longo desses meses que ficarei aqui, sobre costumes deles, dicas de lugares e da cidade em si, de locomoção interna (um caos!), enfim, como eu vinha fazendo com Valência, mas mais frequente e com mais dicas! Dizem que a gente vai ficando melhor com o tempo, com a prática e experiência, pois bem, é isso que eu quero!

Preciso da ajuda de vocês pra isso! Deixem sugestões, falem comigo, me deem um feedbak, da forma que vocês quiserem! Meus contatos estão todos na seção Contatos, é só falar comigo. Tenho recebido bastante e-mails e tenho gostado muito. Preciso do feedback de vocês para melhorar o blog e postar o que mais interessa a quem viaja! 🙂

Enfim, sem mais delongas, encontrei esse texto hoje e o achei maravilhoso! Me descreve inteirinha. Na verdade, posso armar uma barraca com facilidade, no entanto ontem fui colocar o cortineiro para pendurar a cortina e precisei de ajuda! Pode isso?

É um texto rápido e que flui bastante. Acho que vocês vão gostar! A versão original, nesse caso em inglês, sempre me parece melhor. Mas a versão em português tá excelente também. Vou deixar os links para ambas abaixo do texto. Aproveitem! Logo volto com mais posts! 🙂

nunca namore uma garota que viaja 

Ela é aquela menina que tem o cabelo bagunçado, descuidado e queimado de sol. sua pele agora está longe daquele tom pálido que costumava ter. não chega nem a ser bronzeada. é queimada mesmo, com várias linhas de sol, cicatrizes e picadas por toda parte. mas para cada marca em sua pele, ela tem uma história interessante pra contar.

Nunca namore uma garota que viaja. ela é difícil de contentar.o tradicional jantar mais cineminha não vai funcionar com esse tipo. sua alma clama por novas experiências e aventura. ela nunca se impressionará com seu novo carro ou com o seu relógio caro. ela preferiria estar escalando uma montanha ou saltando de pára quedas do que ficar ouvindo você falar sobre essas coisas chatas.

Nunca namore uma garota que viaja. ela vai ficar te enchendo pra fazer uma reserva toda vez que  rolar alguma promoção de passagem. ela não vai querer ir aos bares da moda e ela nunca vai pagar mais de r$100 pra entrar em algum lugar. porque ela sabe que um fim de semana de balada equivale a uma semana em algum lugar bem mais interessante.

Muito provavelmente ela não conseguirá manter um emprego fixo. ou provavelmente ela vai ficar o tempo todo sonhando em se demitir. ela não está disposta a ficar ralando pra realizar o sonho de outra pessoa. ela tem os seus próprios e está trabalhando para realizá-los. ela vira freelancer. começa a fazer dinheiro com seus desenhos, se torna escritora, fotógrafa ou algo que exija criatividade e imaginação. e não ouse desperdiçar o tempo dela queixando-se sobre o seu trabalho chato.

Nunca namore uma garota que viaja. ela deve ter desencanado de seguir a carreira na qual se formou e mudou completamente de profissão. agora ela deve ser instrutora de mergulho ou professora de yôga. ela nem deve saber exatamente quando entra o próximo contra-cheque. mas pelo menos ela não trabalha o dia inteiro feito um robô. ela se joga e recebe o que a vida tem a oferecer e ainda te desafia a fazer igual.

Nunca namore uma menina que viaja porque ela escolheu uma vida de incertezas. ela não terá planos e nem endereço fixo. ela irá com o fluxo e seguirá os desígnios de seu coração. ela vai dançar na toada de sua própria percussão. ela não usa relógio. seus dias são regidos pelo sol e pela lua. quando as ondas a chamam, a vida pára e ela fica alheia a tudo naqueles instantes. mas ela também já aprendeu que a vida não é só surf.

Nunca namore uma garota que viaja porque ela costuma dizer o que pensa. ela nunca se esforçará pra impressionar os seus pais ou os seus amigos. ela sabe respeitar os outros, mas não vai ter medo de debater questões globais ou responsabilidade social.

Ela nunca vai precisar de você. ela sabe armar uma barraca e  colocar quilhas na prancha sozinha. ela cozinha e não precisa que você pague suas refeições. ela é independente demais e não vai estar nem aí se você for viajar com ela ou não. ela nem vai se lembrar de fazer o check in com você quando chegarem ao destino. ela está muito ocupada vivendo o presente. ela fala com estranhos. ela vai encontrar um monte de pessoas interessantes do mundo todo que pensam como ela e dividem os mesmos sonhos e paixões. ela vai ficar de saco cheio de você.

Sendo assim, nunca namore com uma garota que viaja a não ser que você consiga acompanhá-la. e caso você, sem querer, se apaixonar por uma, não ouse prendê-la….let her go.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s