Aumento IOF para brasileiros para saques e compras no exterior

É isso aí! Sei que essa não é uma notícia muito boa, mas é bom estar informado antes de viajar ou mesmo repensar a tão sonhada viagem para esse ano.

A verdade é: está tudo mais caro. Deve-se levar em conta que, especialmente nesse ano de 2014, os preços das passagens estão bastante mais caras com relação ao ano passado e anos anteriores. Isso acontece por muitas razões, mas vou citar duas delas. A primeira é que faz cerca de 10 anos que vem havendo queda nos valores das passagens e viajar para o exterior tem se tornado relativamente barato (essa queda tem baixado pelo mundo inteiro e não somente no Brasil). No entanto, chegou a hora de estabilizar esse valor. E isso está ocorrendo justamente em ano de Copa aqui no Brasil (coincidência nunca é…).

E essa é justamente a segunda razão. Viajar para fora do país, especialmente, está bastante caro para nós brasileiros nesse 2014. Além de o dólar ter seu valor subindo bastante (e ao que tudo indica vai continuar assim até pelo menos o fim do ano!), é hora de manter os brasileiros aqui. É bem nesses termos mesmo. Porque se os valores diminuírem muito, muitos brasileiros vão pegar suas asinhas e viajar na época da Copa. O que não é exatamente bom pra nossa economia. Principalmente porque isso não melhora em nada duas das principais preocupações do governo nessa época: o trânsito e a violência. Os turistas que saíriam seriam pessoas com um pouco mais de poder aquisitivo e o número de brasileiros não seria grande o suficiente para amenizar os engarrafamentos. No entanto, esses brasileiros turistas, gastariam dinheiro no exterior, e não aqui.

Bem, mas voltando ao assunto IOF. Sim, Imposto de Operações Financeiras, o tão temido IOF, a tão temida taxa que pagamos no exterior pelas compras que fazemos, está subindo. E muito, diga-se de passagem. Para transações realizadas a crédito no exterior, o IOF era de 6,38%, e permanecerá assim. Mas era por conta desse valor tão elevado que, quando nós viajamos, acabavamos comprando na opção débito ou realizávamos saque (utilizávamos aqueles Visa Travel Money, cartões pré pagos, ou os traveller checks). Certo? Porque o valor para transações no débito e para saques era de apenar (hoje, eu digo apenas) 0,38%.

Bem, esse valor subiu para, nada menos, que 6,38%, o mesmo valor para transações no crédito. Um absurdo, não é? Está simplesmente insustentável viajar nessa época. E a medida foi emergencial (anunciada no Ministério da Fazenda hoje!) e rápida: entrará em vigor a partir de amanhã!

O que facilitava a nossa vida de turista/ estudante/ trabalhador/ mochileiro, enfim, de viajante, era o VTM, que é o famoso cartão pré pago e que por isso tinha alíquota de 0,38%. Pois é, agora essa taxa aumentou também! Não adianta ir correndo pegar VTM achando que vai ficar na tarifa antiga. É cartão pré pago? Alíquota de 6,38%. E aviso: os travellers check ficaram condicionados à mesma alíquota de 6,38%. Tá brabo o caso agora, né?

Quem, ainda assim, pretende viajar, ou tem uma viagem já marcada, como eu (conto pra vocês no próximo post) e não quer ou não pode desmarcar, pelo menos vá ciente dessa alíquota de 6,38%. Tanto para levar uma reserva, quanto para gastar menos, se for o caso.

Ah, só tem um detalhe… Quem quiser trocar moedas em casas de câmbio dentro do Brasil, e espécie, pagará a a alíquota antiga de 0,38%.

Curta a página de No extrangeiro no facebook!

Nota a Imprensa – 27 12 2013 Fonte Fonte Extra

15 Itens que não podem faltar na sua mala quando você viaja!

Oi pessoal!

Bem, hoje eu vim falar de um assunto que é sempre um dileeeeeeema: arrumar as malas! Tem gente que odeia essa parte, tem gente que diz que é a pior parte da viagem, e outros ainda que fazem as malas na última hora possível (procrastinando zzzzz)… Esse último te lembra alguém dona Gabriela Marchesan?? Enfim, nessa lista tem ainda as pessoas loucas por arrumar malas, como eu!!! Acho esse um dos momentos mais emocionantes da viagem!

Ah, pára! É onde tu colocas todas as tuas expectativas, teus sonhos, teus desejos… Parte da tua ansiedade e excitação (para viajar, leia-se bem) fica ali na mala… É claro que, quem tem muita como eu, arrumar a mala é só um meio para não enfartar de ansiedade, mas… não vem ao caso. Vamos ao que interessa…

Pra quem está nesse empasse, nesse clima chato/feliz, fiz uma listinha com algumas coisas que são BÁSICAS! São coisas, documentos e outros que não podem faltar em uma mala! São itens primordiais, ou seja, se não levares mais nada, ao menos terás como se virar e comprar o que faltar ou o que esqueceu. É sério. É como eu sempre digo, a gente leva documentos e dinheiro e o resto a gente arranja. De quebra adicionei uns itenzinhos que são fundamentais em uma viagem e, portanto, na minha opinião, os “15 Itens que não podem faltar na sua mala quando você viaja!” Seja mochila, mala de mão ou o que você levar, lembre-se de fazer esse check list abaixo!

Documentação para intercâmbio 1 de 2

Documentação para intercâmbio 2 de 2

  1.  Passaporte (Ou C.I. se for destino nacional) e cópia do passaporte
  2. Seguro saúde (às vezes pode ser o seguro do cartão de crédito. Vou fazer um post mais pra frente que fale sobre isso – o post está pronto, aqui) e cópia do seguro saúde
  3. Cartão/ dinheiro
  4. Mapa
  5. Protetor Solar
  6. Câmera fotográfica
  7. Camisinha
  8. Remédios (enjoos e dor de cabeça)
  9. Chinelo – Havaianas (as legítimas!)
  10. Caneta
  11. Muda de roupa (com mais de um par de meias)
  12. Livro/ baralho/ tocador de músicas e fones de ouvido
  13. Sacolas de plástico (Podem ser as de mercado mesmo. São muito úteis e mais do que necessárias. Quem costuma viajar, sabe do que eu estou falando)
  14. Capa de chuva (muito mais versátil do que guarda-chuvas)
  15. Necessaire (com shampoo, condicionador, sabonete, escova de dentes e de cabelo, pasta de dentes, desodorante. Tudo em tamanho viagem, pequeno!!) Muito importante: um chiclézinho de menta, bem forte, também se faz necessário. Os passageiros do lado agradecem o bom senso!

E aí também depende do tipo de viagem que você vai fazer. Por exemplo, se for mochilão, precisa cuidar o peso, se for intercâmbio acadêmico ou cultural e passa por aeroportos, precisa levar muito mais coisas e lembrar do que pode ou não levar na mão (pesquisas nos sites das cias aéreas que todas indicam e cada uma tem sua particularidade). E claro, toda e qualquer viagem internacional vale um tempo de checar se é necessário tomar vacinas e passar a mão pelo Cartão de Vacinas, que comprova as que você já tomou ou não (em alguns lugares é obrigatório; e tomar vacinas que já tomou pode ser muito ruim).

Espero que ajude!! E APROVEITEM A VIAGEM POR MIM!!! Tô me coçando pra viajar…