24 coisas que eu aprendi até os 23

 

  1. Aprendi a me colocar no lugar do outro. E não é só da boca pra fora. Tem que realmente sentir. E a gente sente, quando a gente passa pela situação e entende que talvez devam existir exceções e que as exceções, às vezes, precisam quebrar algumas regras.
  2. Aprendi a me manter verdadeira a mim mesma. A não mudar a minha opinião porque os outros vão criticar ou achar estranho. Deixa que achem! Não se venda, não se traia! Seja verdadeiro ao que acredita, mesmo que seja estranho, inovador ou simplesmente diferente. Lembre-se: a moda muda o tempo inteiro, o tempo todo, todos os dias. Então, estar na moda pode significar realmente ditar a moda. Depende de ti. De ninguém mais.
  3. Aprendi que viajar te faz crescer, amadurecer e evoluir. Viajar faz com que a gente abra os olhos para o que antes não víamos. Conhecer o mundo é respeitar e, principalmente, aceitar que existem pessoas e culturas diferentes e que ninguém é melhor do que ninguém. Que nenhum país, lugar ou região, tem uma comida típica melhor do que o outro, que nenhum é mais ou menos interessante. Todos somos tão insanamente diferentes que somos fantásticos por isso.
  4. Aprendi a respeitar o mundo. Os outros. À mim mesma.
  5. Aprendi que conservar os amigos verdadeiros é mais valioso que a joia mais cara da Tiffany’s e que nem todas as joias do mundo valem tanto quanto voltar pra casa (seja aonde ou quem for o seu lar) depois de um período de saudade.
  6. Aprendi a ser prática. Levar pouca bagagem. Porque muita bagagem faz doer as costas e ninguém quer andar com uma tonelada de culpa, ou roupas, para o resto da vida, certo?
  7. Aprendi que a minha família é o mais precioso no meu mundo. E aprendi que é importante dar valor à eles também. Caímos todos de paraquedas numa mesma família, mas precisamos conservá-los se não quisermos que eles saiam dali. Afinal, quem tem paraquedas para cair, tem pernas para sair.
  8. Aprendi que somos o mais valioso que existe em nós. E ainda estou aprendendo que não existe ninguém a quem possamos nos comparar. Somos únicos, inteiros, completos assim. Não quero ficar olhando para o lado o tempo inteiro, tentando imaginar que características ainda preciso adquirir, o que é que vai me fazer um gestor de sucesso, uma desenhista reconhecida, uma modelo famosa ou um engenheiro rico e bem sucedido. Preciso despertar o que é bom em mim. O que me faz ser boa. O que é bom para os outros, pode não ser bom pra mim. E despertar o que é bom em mim é o que vai me fazer diferente dos outros, mas verdadeira ao que sou.
  9. Aprendi que processos seletivos são lentos e dolorosos.
  10. Aprendi, repetitiva sem ser clichê (sexy sem ser vulgar), que o mundo dá voltas. Tudo que vai, volta. Cuidado com o que tu dizes, fala ou és; um dia, vais encontrar alguém que é tão parecido contigo quanto um reflexo no espelho, só que com voz. Alguém que diz, fala ou é como tu. Podes ter uma surpresa e tanto então. Grata ou não.
  11. Aprendi que Deus é um refúgio. Mas ele não faz nada sozinho.
  12. Aprendi que as frases “Amores vem e vão” e “Homens são igual biscoito. Vai um e vem dezoito” não passam de pura baboseira. Na maioria das vezes, ditas por mulheres com autoestima baixa, que deixaram de serem elas mesmas por homens que não as mereciam, e que não fazem jus ao que poderia realmente pintar a realidade. Homens só podem tripudiar em ti se tu permitires. Ninguém pode te impedir de sofrer (e isso vai acontecer!), mas só tu podes te permitir continuar sofrendo. Se permitires, a culpa não é dos coitados dos homens (que tem que ouvir da mulher melancia como os homens são cafajestes), mas inteiramente tua.
  13. Eu aprendi que o beijo pode ser a maior expressão da alma. E às vezes, pode ser violento.
  14. Aprendi que homem não é santo. Não é porque algumas mulheres se permitem ser chamadas de mulher fruta ou popozuda que todas tem que ser tratadas assim. Cada uma mostra de si o que quer receber. Mas nem todos os homens respeitam isso.
  15. Aprendi a não expor a minha vida inteira no facebook. É superficial demais.
  16. Aprendi a sair da linha, de vez em quando. E que isso não precisa ser de conhecimento público.
  17. “Quem vive sabe, mesmo sem saber que sabe” A hora da estrela, Clarice Lispector. Aprendi que ler também nos faz sabidos.
  18. O mundo é feito de escolhas. Aprendi que é difícil fazê-las, mas necessário. Se eu não fizer, alguém ou a vida fará por mim. Absolutamente tudo é questão de escolhas: comprar uma roupa ou guardar para viajar no fim do ano? Comprar um livro ou guardar o dinheiro para ir pra balada? Ter uma festa de 15 anos ou fazer uma viagem quando for mais velha? Fazer e lembrar dos 18 anos ou amanhecer podre de bêbada e de ressaca? Ser lembrada como alguém carinhosa ou agressiva? Ter ou ser?
  19. Sonhar é importante. Mesmo que seja realmente impossível. É isso que vai garantir que exista um destino final. E uma caminhada.
  20. Namorar é bom. Carinho é delicioso. Amor é ótimo. Paixão é ardente e gostoso. Mas aprendi que sexo pode ser a junção de todos em um único momento. E é melhor ainda.
  21. Aprendi que sorte é oportunidade e que oportunidade é consequência das nossas ações. Nada mais.
  22. Aprendi que acreditar em algo maior, algo superior, ou algo que talvez não exista, é fundamental. Quando caímos, e vamos cair em algum momento, temos duas opções: permanecer caídos ou levantar. Para a primeira opção, não precisamos fazer nada. Para levantar, é preciso reunir forças e se agarrar a algo ou alguém. E se Deus existe pra mim, pois então é dele que tiro forças. Se é um grande e ambicioso sonho que tenho que me fará ignorar a dor de ter caído, então é nele que vou me agarrar.
  23. Aprendi que não preciso saber tudo. Mas que saber pouco e ser feliz é uma dádiva.
  24. Aprendi que limites são importantes.
  • Ainda não aprendi, no entanto, que tenho uma boca e dois ouvidos. Ouço, ouço e ouço e, no entanto, só reconheço a minha voz.

IMG_6373

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s